Filmes Romanticos

HEY ♥

Hoje vamos falar de romance ♥. Eu sou a louca dos filmes que fazem chorar e das comédias românticas daquelas que você chora e rir ao mesmo tempo. Não sei, acho que já nasci destinada a sofrer e  escolhi sofrer ainda mais apenas por livre e espontânea vontade, como proceder? Pensando nisso, separei os meus favoritos para compartilhar com as amigas e quando bater a bad, pega um potão de sorvete ou muito chocolate e bora assistir! O ruim é só quando não nem comida, ai a bad bate em dobro.

TITANIC: Já começo com o clássico que até o ratinho que se esconde no esgoto mais escondido das profundezas do planeta assistiu pelo menos uma vez. Gente, é tão fofinho e dramático que quando eu to na bad só de ouvir aquela música lá eu já lembro do filme e choro. hahahaha

 UM AMOR PARA RECORDAR: Abaixa que é tiro! Meu filme favorito de todos os tempos do universo inteiro, sempre quando vejo, choro. Inevitável. Mas também, como aguentar o cara mais zoeira da cidade se apaixona logo pela filha do pastor leucêmica? Socorro /:
“O que eu sinto por ela é como o vento: não posso ver, mas posso sentir”

A ÚLTIMA MÚSICA: Além de ter um romance com o gato do Will, a guri ainda perde o pai? E não é só isso que chama a atenção no filme, ele é devidamente uma fanfic: a menina é super revoltada com a vida porque supostamente seu pai a abandona, daí ela vai pra cidade natal do pai morar em uma casa velha de praia, salva tartarugas, odeia o pai, conhece um gato, briga com o gato, namora com o gato e ainda o pai morre. Ufa, to até sem fôlego. O filme é bom, mas um dica:LEIA O LIVRO.
E SE FOSSE VERDADE: Esse necessariamente eu não chorei (oi?) mas fiquei com aquela carinha de “que fofo”. Uma médica que sai do hospital depois de uma longa jornada de trabalho para um encontro e sofre um acidente, depois de meses em coma seu apartamento é alugado para um rapaz e ela sempre aparece para ele. Quando os dois já estão apaixonados, ele faz de tudo para fazer sua amada voltar a vida, até mesmo se arriscar para salvá-la. Quando ele a salva de uma tentativa dos médicos de desligar os aparelhos ela acorda e não lembra dele /: só acho o final meio rápido e bobinho, mas o decorrer do filme é muito bom.
A CULPA É DAS ESTRELAS: Típico filminho clichê adolescente mas que tem um rumo tão fofinho e na hora da TPM faz qualquer um chorar. Fui ao cinema assistir, confesso que prefiro o livro, me senti tão fria porque até os meninos estavam chorando e eu como manteiga derretida estava tão borocoxô que até zoei o povo choroso. Mas depois assisti quando o crush me abandonou e chorei largada haha. Eu sinceramente só fui assistir no cinema porque acho o Ansel um gato, mas o filme em si é bem fofinho. Por que todo filme triste tem que ter alguém morto?
“It’s a good life, Hazel Grace”
P.S EU TE AMO: Aquele filme que você tem vontade de chorar sempre que lembra. Me ensinou que você tem que aproveitar cada momento e as pessoas se vão por um motivo que não cabe a nós questionarmos e por fim, que o amor nunca morre dentro de você e que também, ele pode estar em qualquer lugar, você só precisa encontrá-lo.
COMO SE FOSSE A PRIMEIRA VEZ: Filme para quem se diz estar apaixonado traz lição valiosa para aqueles que querem um amor para a vida toda: Reconquiste a pessoa amada todos os dias! 
QUERIDO JOHN: Eu adoro esses filmes que o cara vai pra guerra, ai tem a mulher que o ama a espera, só que eu gostaria que o final do filme fosse ele chegando na cidade com a notícia de que ela estivesse morta! HAUAHAH nossa que sanguinária! Mas esse filme é tão lindo, que me da vontade de ler o livro só pra entender algumas partes que ainda são confusas na minha cabeça.
ESPOSA DE MENTIRINHA: Fala sério, o cara viaja, pega várias pra descobrir que a garota perfeita estava do seu lado o tempo todo? Será que isso só acontece em filmes? /:
SIMPLESMENTE ACONTECE: Esse tipo de filme que me faz querer arranjar um melhor amigo! Além da perfeição de mostrar que a vida tem rumos diferentes mas que o que é pra ser será, o filme tem uma ótima grade de atores que eu fico até emocionada. Amo-vivo-sou esse filme, mil vezes sem pensar.
E então, prontos para chorar?
Viviane Aguiar