Conflitos profissionais

Olá olá galerinha!

Pra quem não sabe, antes mesmo de terminar o Ensino Médio, eu comecei a cursar o Auxiliar de Enfermagem (o módulo 1 do curso técnico). No começo foi tudo uma novidade e no final de 2015, tranquei a matrícula retornando em setembro de 2016.

Todo mundo sabe que eu SEMPRE me interessei pela área da saúde, já quis ser médica, enfermeira, psicóloga e essas duas últimas eu ainda não desisti. Prestei vestibular para psicologia para iniciar em 2016, só que não abriram vagas e eu caí do cavalo. Depois de muita conversa com meus pais, decidi retornar ao curso técnico para ter uma primeira profissão e decidir sobre meu futuro.

Não dá, infelizmente, para ser tudo ao mesmo tempo por mais que eu me esforce. Ainda estou em conflito com meus pensamentos e decisões, é difícil pra mim agora tomar uma decisão ou dizer que estou no caminho certo (ou não) mas garanto a vocês que enquanto houver vida habitante neste corpo que vos escreve, tentarei ao máximo me encontrar e achar felicidade durante essa caminhada.

Acho que muita gente se encontra nesse conflito de não saber o que escolher, o que pensar e assim por diante. E a pressão do pessoal que nos cerca é terrível, mas você tem que segurar as pontas e saber que tudo o que você faz é decisão sua, ninguém te obriga a nada por mais que os fatos mostrem o contrário, ou ninguém pode te obrigar para sempre a seguir algo que você NÃO QUER. Talvez até você trabalhar sua responsabilidade e autonomia, as pessoas tenham esse costume de fazer você ir de acordo com decisões deles.

plaquinha-02

Mas saiba que depois de saber sua posição e suas vontades, isso vai melhorando, não da noite para o dia, infelizmente é um processo mais lento. Mas cabe a você mostrar seu lugar no mundo. Ok, você talvez não saiba o que quer mas sabe muito bem o que não quer, então comece a impor isso, aos poucos.

Pare um pouco, respire, não cobre tanto de você, arrisque SEMPRE. Eu já desisti do curso de enfermagem para trabalhar, desisti de trabalhar para estudar, muita gente já me encheu o saco por isso, mas o importante é abstrair. Você não pode pensar em agradar as pessoas porque nunca conseguirá, mesmo.

Quando eu trabalhava o discurso era: “ah mas você vai estudar né? Não pode só trabalhar”

Quando comecei a estudar o discurso mudou: “ah mas você vai enlouquecer trabalhando e estudando, que absurdo, você tem que fazer uma coisa de cada vez para se dedicar por completo”

E então, parei de trabalhar: “mas você já tá procurando outro emprego né? Não pode ficar nas custas dos meus pais por muito tempo, o estudo sozinho não vai te sustentar. Seus pais que estão pagando seu curso? Nossa, filha minha tem que trabalhar se quiser estudar…”

Sempre terá alguém para falar algo, as vezes alguém que nem tem a ver com sua vida. Uma vizinha da sua avó, a cabeleireira da sua tia, manicure da sua mãe, o síndico do prédio da sua prima… sempre terá alguém falando coisas que muitas vezes é desconfortável. E  as vezes (muitas) essa espécie de cobrança vem da sua família, e aí sim você tem que fingir demência.

Muitas vezes da vontade de gritar um “CUIDA DA SUA VIDA” mas é perda de tempo, vai por mim, é muito melhor xingar mentalmente ou desligar sua atenção, sorrir e fazer “que sim” com a cabeça. Por muitas pessoas só falam coisas para atrapalhar, mesmo elas achando que estão ajudando.

Quando eu disse que cursaria medicina: “NOSSA MAS VOCÊ VAI FICAR LOUCA DE TANTO ESTUDAR. Você sabe que tem que estudar muito, né? Ah, mas você não tem postura de médica. Af, mais uma para o clube das viroses.”

Desisti e falei que cursaria psicologia: “Você vai morrer de fome. Psicologia não dá dinheiro, olha a filha do meu cunhado fez ciências contábeis, ta ganhando mó grana, muito melhor do que psicologia. Se eu fosse você não faria não, a irmã de um amigo meu fez, menina, e disse que num ta aguentando os pacientes falar no consultório dela, isso quando tem paciente. Ué mas você vai estudar pra ouvir problemas dos outros?”

Enfermagem: “Menina você não vai ter mais final de semana. Uma enfermeira famosa ficou sem os braços por causa de meningite que contraiu dos pacientes. Mas você não tem nojo de vômito, não? Ah mas esse curso é pra quem não tem capacidade de passar em um curso de medicina”

A começar que estudo não é um problema, principalmente a quem frequentou escolas públicas e só conseguirá fazer faculdade se conseguir bolsa, então o estudo pra mim é um hobbie e assim deveria ser a todos. A profissão não vai te fazer passar fome, mas sim o profissional que você se tornar.

Se alguém fez outro curso e se deu bem, saiba que aquela pessoa se esforçou para estar lá, tudo é uma questão de querer (estudar, se esforçar, correr atrás…). Essa de “você não terá final de semana” é relativo, os trabalhadores têm escala de 6×1 ou 12×36, então de qualquer jeito as folgas existirão e muitas vezes não será no final de semana, conheço muita gente que tem que trabalhar domingo e não é da área da saúde, a única área que eu sei que ainda não trabalha de domingo é adm, mas pode trabalhar de sábado, então é MUITO RELATIVO.

Resumindo, busque agradar as suas vontades, correr atrás das coisas que você quer e ignore o pessoal. Não é impossível se você se esforçar. Tome apenas as boas inspirações, se seu primo fez engenharia e você quer fazer também, veja os pontos positivos da vida dele e os negativos para evitar errar. Agora se tua prima está quase rica porque fez radiologia, todo mundo manda você fazer mas você não quer, apenas descarte, você será um profissional frustrado se ir só em busca do dinheiro em uma carreira que não tem nada a ver com você.

Seja feliz com suas escolhas. Trabalhar é a coisa que vamos fazer até o final da vida, se não for pelo menos com um pouco de prazer, não vai rolar. O profissional que gosta do seu trabalho é mais feliz, alegre e trabalha com mais rendimento do que os que não gostam. É importante salientar que só o dinheiro não vai te ajudar a suportar um emprego chato. Eu trabalhava na administração de uma empresa e posso dizer que não tenho vocação nenhuma apenas para cuidar de papel, fazer contas e ficar quase 10 horas por dia sem conversar, pouco contato com outras pessoas, não consigo.

 

Espero que tenha sido clara no raciocínio e que tenha ajudado vocês a clarear ideias mandar muita gente a merda mentalmente. Felicidade sempre, com foco e determinação também! Até a próxima ♥

9

Viviane A.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s